Jose Goncalves solo action
David Silverman

Sábado, frente ao Philadelphia Union

É já no sábado que o New England Revolution vai promover a primeira “Noite Portuguesa”, com celebrações a anteceder o início desta importante partida, frente ao Philadelphia Union, no Gillette Stadium.

Mas, antes do jogo, que conta com transmissão em directo através da WJFD-FM, estação de 50 mil watts que transmite em Português 24 horas por dia, haverá diversos outros eventos. Assim, no passado fim-de-semana, durante a Festa do Santíssimo Sacramento, em New Bedford, uma das maiores celebrações na diáspora Portuguesa, representantes do New England Revolution estiveram presente para distribuir bilhetes e ajudar a promover o evento.

Os dois estabelecimentos da comunidade luso-americana que participaram no chamado ‘Pub Tour’, designadamente o Restaurante ‘Inner Bay’ em New Bedford e o ‘Mesa 21’  em Fall River, continuaram a sua colaboração com o clube na promoção deste jogo.

E no sábado, o conhecido Grupo Folclórico do Clube Português de Cranston, que apresenta músicas das regiões do Minho, São Miguel e Beira Alta, vai actuar na Fan Zone, dando assim um cheirinho da cultura portuguesa aos adeptos que se deslocarem a Foxboro para tentar ajudar o Revolution a ganhar este jogo.

A música que vai ser apresentada durante a noite será escolhida pelo central José Gonçalves, o primeiro jogador Português a assinar pelo Revolution.

“Eu não sabia que havia tantos portugueses na Nova Inglaterra” – José Gonçalves

“Para mim é importante (ter sido o primeiro jogador Português)”, disse José Gonçalves. “Quando cheguei descobri que fui o primeiro jogador Português no clube e aceitei isso como algo muito importante para mim e também para a comunidade Portuguesa nesta zona. Eu não sabia que havia tantos portugueses na Nova Inglaterra. Soube disso e comecei a ver as pessoas da comunidade a virem aos jogos e a virem ter comigo fora do relvado, e isso é muito importante porque eu sei que eles adoram o futebol e isso é algo que me toca no coração, ter o meu povo a apoiar-me e a apoiar a minha equipa. Eu quero demonstrar muito respeito por isso e ser um dos líderes para demonstrar à comunidade que é importante que eles ajudem a equipa e me ajudem a mim.”

Para José Gonçalves, a iniciativa do Revolution em incorporar no seu calendário uma noite dedicada exclusivamente à comunidade Portuguesa “é muito importante. Há muitos eventos nesta zona da Nova Inglaterra, quer seja em Boston, ou Cambridge, ou Fall River, ou Rhode Island, onde há muitos Portugueses. Sempre que eu tenho folga e vou a qualquer sítio sinto que celebrarmos a comunidade portuguesa é muito importante. É mais um primeiro passo, para uma outra cultura e um outro país, é algo muito importante para essas pessoas e para mim também, pelo que decerto vou celebrar este momento com eles.”

¡Noite Portuguesa, amanhã!

A video posted by New England Revolution (@nerevolution) on

Jogo marca o regresso de Charlie Davies a Foxboro

O jogo marca igualmente o regresso de Charlie Davies a Foxboro. O avançado, natural de Manchester, New Hampshire, foi cedido em troca ao Philadelphia Union há pouco mais de uma semana, com o Revolution a receber compensações financeiras e ainda a primeira escolha de Philadelphia no chamado MLS SuperDraft, uma espécie de leilão universitário, em 2018.

Davies passou três épocas com os Revs, pelo que decerto irá experimentar uma montanha russa de emoções quando entrar em campo.

“Para mim vai ser extremamente interessante poder regressar,” disse Charlie Davies em declarações prestadas à mlssoccer.com. “Mas estou ansioso porque é uma boa maneira de me poder despedir dos adeptos e do pessoal depois de três bons anos.”

Já para José Gonçalves defrontar o antigo colega de equipa não tem significado especial porque o que conta é o rendimento dos Revs.

Depois de dizer que será “bom” reencontrar-se com Charlie Davies, o central do Revolution relembra que “é um jogo”, e devido a isso “concentro-me no jogo, para mim é muito importante ganharmos este jogo, não se trata do Charlie (Davies) ou de qualquer outra coisa, trata-se de tentar ganhar o jogo, é tão simples como isso.”

É preciso ganhar para encurtar distância na classificação

Presentemente o Revolution (26 pontos) encontra-se na sexta posição, com cinco pontos de atraso do Union (31), pelo que a vitória é essencial para as aspirações da equipa na luta por um lugar nos play-offs. Para José Gonçalves, a vitória (3-1) sobre o Chicago Fire na terça-feira, triunfo que colocou a equipa na final da U.S. Open Cup, trouxe grande animação e acrescentou motivação para este encontro.

“Quando tu marcas três golos e dominas o jogo tu demonstras que podes fazer mais. E nós sabemos que conseguimos fazer mais,” disse José Gonçalves. “Agora depende de nós quando entrarmos em campo no sábado, fazer tudo o possível (para ganhar os três pontos) em todos os jogos em casa, pois já não faltam muitos jogos e isso torna todos os jogos importantes. Todos os pontos que perdemos contam e quem sabe no final da época poderemos precisar de um ponto, e se perdermos um ponto no sábado, ou seja quando for, será uma perda tremenda. Neste momento estamos concentrados para que todos possam estar em forma no sábado, o (Gershon) Koffie regressou à equipa (após lesão), é bom termos a rapaziada toda, estamos preparados para tudo.”

Curiosamente, foi o Revolution quem eliminou o Philadelphia Union da Open Cup, em jogo referente aos quartos-de-final e decidido através de grandes penalidades. Mas desde essa data, o Union conseguiu reforçar-se, adicionando Charlie Davies e Alejandro Bedoya, médio da selecção dos EUA. E como o Revolution tem a defesa mais batida do campeonato, com 40 golos sofridos, os visitantes poderão criar grandes problemas aos Revs.

Para que isso não aconteça, José Gonçalves considera que é necessário “continuar a jogar como jogámos na terça-feira. As vitórias são sempre importantes, aumentam a confiança para o jogo seguinte, mas esse jogo já faz parte da história, agora temos de começar de novo. Temos um jogo muito importante no sábado, e tudo começa aí, os play-offs estão a chegar muito em breve e por isso se conseguirmos manter a nossa concentração, acho que não vamos ter muitas quedas.”

O pontapé de saída está marcado para as 19:30.

Topics: